Projeto Pierino Massenzi – Pintor e cenógrafo

Autor: José Armando Pereira da Silva

 

1.   Justificativa

 

Este projeto visa a documentação e a análise da vida e obra de Pierino Massenzi, com enfoque em suas realizações como cenógrafo na área cinematográfica e como artista plástico de larga produção.

Pierino Massenzi teve carreira de cenógrafo com reconhecimento nacional e internacional – atividade em que se expressa o artista plástico como homem de cinema –, mas sempre desenvolveu paralelamente sua pintura, que hoje tem presença em vários museus e coleções particulares.

Se no campo da cenografia ocorre a aplicação de conceitos e estilos como elementos da composição fílmica, é no trabalho solitário do ateliê que o artista plástico elabora suas pesquisas e descobertas.

Tentar a análise de sua obra nesses dois campos de atuação e estabelecer possíveis correlações é um dos desafios dessa pesquisa.

Sua atuação no cinema tem hoje o reconhecimento público concretizado pela criação em São Bernardo do Campo da Fundação Pierino Massenzi, destinado à formação audiovisual.

Consideramos que é o momento de se conhecer melhor e divulgar sua inteira trajetória como artista e cidadão.

Temos certeza que essa pesquisa, uma vez concluída, terá acolhida final para publicação, o que cumprirá cabalmente nosso objetivo.

 

2. Desenvolvimento do projeto

 

Para o desenvolvimento desse projeto será feita a pesquisa histórica e de documentação referente ao tema e à época, entrevistas complementares, análise crítica das obras (cenografias ou pinturas/desenhos) com objetivo de sintetizar cada capítulo em texto final.

 

3. Produto final previsto

 

O objetivo é que o produto final componha o conteúdo histórico e analítico com iconografia das obras cinematográficas, documentos, pinturas e desenhos, que terão registro fotográfico com saída em alta resolução.

O trabalho será complementado por uma cronologia, sumários em inglês e italiano, pela documentação crítica sobre o artista e bibliografia.

A apresentação final do trabalho será em formato 21 x 28 cm, com todo seu conteúdo digitalizado (mancha de 17,5 X 24,5), incluindo ilustrações a cores, em projeto gráfico já definido e pronto para impressão.

Estimamos que seu conteúdo será distribuído em 120 páginas.

 

4. Currículo do Autor

 

JOSÉ ARMANDO PEREIRA DA SILVA

 

Mestre em Teatro pela Universidade do Rio de Janeiro (Uni-Rio)  e Mestre em Estética e História da Arte pela Universidade de São Paulo. É membro da Associação Brasileira de Críticos de Arte e colaborador do Jornal da ABCA. Colaborou nos jornais Diário do Povo e Correio Popular de Campinas. Foi redator e crítico do Diário do Grande ABC. Foi professor de História da Arte e coordenador da Escola de Teatro da Fundação das Artes de São Caetano do Sul e  membro do Conselho Municipal de Cultura da Prefeitura de Santo André. Publicou: O Teatro em Santo André (1991), Província e Vanguarda (1999), A Cena Brasileira em Santo André (2001), Thomas Perina, pintura e poética (2005), João Suzuki – Travessia do Sonho (2007) e Paulo Chaves – Andamentos da Cor (2010). Organizou: Guido Poianas – Retratos da Cidade (2002), Vertentes do Cinema Moderno, de José Lino Grünewald (2003), Luís Martins, um cronista de arte em São Paulo nos anos 1940 (com Ana Luisa Martins) - Prêmio Sérgio Milliet da Associação Brasileira de Críticos de Arte (ABCA) para pesquisa publicada em 2009.